Bridge

not

Tecnologia & Tendências

2012-09-13 20:44:20 - Computerworld

Consolidação de servidores é prioridade dos data centers nos próximos meses

O software livre está no centro do avanço tecnológico.

Levantamento global realizado pelo Uptime Institute aponta que 66% das empresas do setor vão colocar em prática a iniciativa para melhorar o aproveitamento da TI.

Para oferecer maior capacidade de infraestrutura e garantir melhor aproveitamento da TI nos próximos 12 a 18 meses, a maioria dos data centers em todo o mundo vai buscar formas de ampliar a vida útil de suas estruturas. No topo das iniciativas, estão a consolidação de servidores, indicada por 66%, e a modernização da infraestrutura mecânica (42%).

Os dados são de um estudo realizado pelo Uptime Institute com proprietários de 1,1 mil data centers, grande parte de instituições financeiras, provedores de serviços, governo e indústrias da América do Norte, Europa, Ásia, América do Sul e Central.

Outro destaque do levantamento é sobre o orçamento dos data centers. Trinta e dois por cento das empresas ouvidas afirmaram que terão um acréscimo superior a 10% nos investimentos em 2012, em comparação com o ano passado.

Para 30% dos entrevistados, energia, refrigeração e disponibilidade de espaço representam um desafio. Sobre o consumo de energia, 57% das companhias consideram o assunto muito importante, mas os incentivos e as estratégias de eficiência energética ainda não estão alinhadas nas corporações.

Hoje, por exemplo, indica a pesquisa, a área de facilities é responsável pelo pagamento da conta de energia do data center em 71% dos casos. Apenas 20% das contas são pagas pelos departamentos de TI e os 9% restantes por outros departamentos, ou os profissionais não sabem responder.

A motivação econômica foi apontada por 82% das empresas na busca pela eficiência energética, seguida da liberação de capacidade de data center, algo importante para 47%. Os resultados mostram ainda maior preocupação com relação à disponibilidade de água nos data centers.

Outro item citado foi a elevação de temperatura que já é sentida nos data centers. Em 2011, a maioria operava entre 18ºC e 21ºC. Atualmente, a faixa média subiu para 21ºC a 25ºC. Os novos requisitos de climatização propostos pela American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers (Ashrae) permitem essa escala de variação de temperaturas sem prejuízo à operação dos equipamentos.

Os data centers também estão prevendo a contratação de colocation (24%) e a migração de cargas de TI para cloud computing (30%). Em 2012, 49% dos entrevistados já adotaram nuvem privada e 37% estão considerando o modelo.

Segundo o vice-presidente sênior do Uptime Institute, Julian Kudritzki, embora a computação na nuvem seja uma opção para aliviar os data centers, há ainda muitos obstáculos para a sua disseminação, pois boa parte dos entrevistados manifestou preocupações com relação à segurança (64%), questões regulatórias (27%), custo (24%) e falta de pessoal interno para gerenciamento da nuvem (20%).

enquete

Qual é a marca do seu Smartphone?

too Bridge

CÁLCULO DO ERRO AMOSTRAL