Bridge

not

Healthcare

2012-09-13 20:17:55 - Negócios Online

e-health: a revolução dos sistemas de saúde

Infelizmente, o registo eletrónico do doente é uma estória de vários falhanços rotundos desde 1998 e a prescrição eletrónica tem tido alguns avanços circunstanciais sem continuidade coerente.

O e-health é o processo de transferência do potencial da tecnologia das telecomunicações para promover o desenvolvimento dos sistemas de saúde. Numa perspetiva internacional, as principais componentes dos sistemas de saúde que beneficiam destes desenvolvimentos incluem os demonstrados benefícios na promoção da acessibilidade, na efetiva monitorização contínua da evolução dos doentes, a melhor eficiência e custo-efetividade de uma série de serviços de saúde, maior proximidade do contacto entre doentes e profissionais de saúde, novos processos de educação em saúde e a promoção da humanização na relação entre as pessoas e os profissionais de saúde, ao contrário do que os mais incautos poderiam supor.

Coordenei o primeiro estudo em Portugal, e um dos primeiros na Europa, que identifica e descreve atitudes e níveis de literacia sobre as tecnologias e-health entre as três principais profissões da saúde: medicina, enfermagem e farmácia. Nesse sentido, a essência do estudo reforçou o princípio internacionalmente aceite de que o e-health envolve várias profissões da saúde e não apenas uma das profissões como foi, e parece-me que ainda é, erradamente entendido em Portugal.

Entre vários aspetos o estudo constatou que, em Portugal, existe ainda muito pouco reconhecimento das plataformas mais recentes e inovadoras e que só as soluções mais antigas têm um nível razoável de notoriedade, como são os casos do registo eletrónico do doente e a prescrição eletrónica. Infelizmente, o registo eletrónico do doente é uma estória de vários falhanços rotundos desde 1998 e a prescrição eletrónica tem tido alguns avanços circunstanciais sem continuidade coerente.

Do ponto de vista internacional as vantagens demonstradas, incluem a melhoria efetiva dos cuidados aos doentes crónicos garantindo elevado nível de qualidade e apoio imediato promovendo níveis de segurança e conforto aos doentes e profissionais muito acima dos modelos tradicionais. Os doentes crónicos têm ao seu dispor apoios diversos que vão desde consultas de seguimento online, a acesso a materiais educativos sobre a sua doença, lembretes personalizados enviados para o seu telemóvel para, por exemplo, equilibrarem a sua alimentação e cuidarem da sua hidratação, passando por lembretes e alertas para a toma de medicação de forma racional e ajustada. Outras soluções permitem monitorizar durante um período pré-determinado e em tempo real, sinais vitais de pessoas em contexto pós-traumático, pós-cirúrgico ou, mais especificamente pós-acidente vascular. As mais-valias já demonstradas para a melhoria da qualidade dos cuidados e apoio ao doente são enormes assim como as vantagens acrescidas em termos de custo-efectividade. Em suma, as soluções e-health são um fator de promoção da sustentabilidade dos sistemas de saúde e são assumidas como tal pelos decisores dos sistemas e políticas de saúde em vários pontos do Mundo.

Em Portugal, é urgente promover-se o reconhecimento do potencial destas novas soluções.


*Professor da Escola Nacional de Saúde Pública

enquete

Qual é a marca do seu Smartphone?

too Bridge

CÁLCULO DO ERRO AMOSTRAL