Bridge

not

Serviços públicos

2012-09-13 20:19:04 - Brasil Econômico

O peso da ineficiência do governo

 

 

 

 

 

 

Haroldo Silva, da OEB: "Nos setores em que o Estado não presta serviço apropriadamente, as famílias buscam qualidade, então, pagam mais por isso."

 

 

 

Segundo o economista Haroldo Silva, da OEB, falta de serviços públicos de qualidade pressiona custo de vida da classe média.

Desde a implantação do Plano Real, há 18 anos, o custo de vida da classe média (ICVM) paulistana subiu 222%.

O índice, medido pela Ordem dos Economistas do Brasil (OEB), revela algo perplexo, mas que não surpreende: boa parte do aumento se deve principalmente aos preços controlados pelo governo (como luz, água e telefone, que compõem os gastos com habitação) e à ineficiência do poder público em garantir saúde e educação com qualidade à população.

Os segmentos de educação e saúde lideraram as altas, de 447% e 368%, respectivamente, no período entre julho de 1994 e julho deste ano.

"Nos setores em que o Estado não presta serviço apropriadamente, as famílias buscam qualidade, então, pagam mais por isso", avalia o economista Haroldo Silva, da OEB.

Em transportes, segmento em que recaem as despesas com pedágios nas concessões rodoviárias, por exemplo, o custo subiu 313%.

enquete

Qual é a marca do seu Smartphone?

too Bridge

CÁLCULO DO ERRO AMOSTRAL